domingo, 4 de setembro de 2011

É primavera, vai chuva!

"Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos..."
(Sol de Primavera, Beto Guedes)

Enfim, chegamos ao nosso ano-novo! Que maravilha! Mas, não sem antes levar um pequeno susto (ser mãe e pai da Luíza é sempre sinal de emoção, não é mesmo?).

Sábado, dia 27, dois dias após a última sessão de químio, uma febrezinha muito cara-de-pau fez o favor de nos deixar apavorados. Estávamos reunidos em casa para comemorar o meu aniversário (vovó Vanja, vovô Nelson, tio Marlon e tia Gi). Luíza brincando o tempo todo, sem reclamar de nada... de repente, o Lê colocou a mão nela e estava quente. Botou termômetro: 38 graus!

Liguei pra dra. Ana e ela disse: "tem que ir pro pronto-atendimento, não tem jeito!". Nossa, a casa caiu! Luíza começou a chorar, dizendo que não queria ir pro hospital, que o tratamento já tinha acabado... todo mundo tenso, frio na barriga... mas, lá fomos nós!

Dra. Ana ligou no hospital e já pediu para fazer vários exames. Precisava descobrir o foco da febre. A plantonista examinou a Lu, disse que aparentemente não havia nada errado, mas nos enviou pro isolamento. Que quarto mais cheio de recordações!

Não tinha como fugir: seria preciso colher sangue para fazer hemograma. Luíza chorou, ficou nervosa e as veias sumiram. As enfermeiras a picaram em três lugares, ficavam cutucando e nada do sangue aparecer... puro nervoso!

Depois de muita conversa, elas conseguiram o material para análise. Tivemos que esperar quase duas horas até sair o resultado dos exames de sangue, urina, raio X da face e do pulmão.

Graças a Deus, nada grave. Apenas uma faringite em seu estágio inicial. Como o hemograma estava com boa contagem (4.400 leucócitos), a médica nos dispensou. Receitou antibiótico e nos mandou de volta pra casa.

Durante a madrugada, Luíza ainda teve calafrio e febrão de 39 graus. No domingo, liguei para dra. Ana que, sempre muito atenciosa, já havia se informado sobre o estado de saúde da Luíza com a médica plantonista. Ela nos disse para ficar atentos à nova febre e/ou outros sintomas que pudessem surgir. Se aparecesse algo novo, teríamos que levá-la no Hospital Estadual na segunda-feira.

Durante o dia, ela teve mais uma vez febre, mas depois da segunda dose do antibiótico, a temperatura abaixou. Apenas uma doença da estação, mas foi o suficiente para nos fazer reviver o trauma... aff!

Domingo à tarde, já mais animadinha, ela ajudou a organizar uma "festinha surpresa" pra mamãe com bolo, bombom de leite ninho e guaraná!



Olhando pelo lado positivo, isso poderia ter acontecido em qualquer momento durante o tratamento, o que teria sido muito pior, pois a pegaria com a imunidade ainda mais baixa e poderia atrapalhar o andamento das químios. Então, mais uma vez, vemos a mão de Papai do Céu na nossa vida.

Esse episódio serviu para que a gente redobrasse o nosso grau de paciência. Ou seja, soltar a Luíza nesse mundão de meu Deus, só com muita cautela. Ainda estamos mantendo quase que a mesma rotina dos meses anteriores.

Visitas, passeio em shopping, balé... ainda não! Não fez nem 15 dias que ela tomou a última químio, o cabelinho ainda está caindo (notamos vários fios no travesseiro) e qualquer contratempo vai nos obrigar a ir pro hospital de novo. Então, nada de afobação!

Ela já começou a ir pra casa da vovó à tarde, pois voltei a trabalhar no meu horário normal. Isso já nos dá uma sensação boa de "vida voltando ao normal".

Hoje também nos permitimos uma viagem "bate-e-volta" para Botucatu. Era aniversário do tio/padrinho mais legal do mundo e fomos fazer uma surpresa. Ela adorou o passeio e se divertiu cantando parabéns, apagando a velinha junto com o tio e sujando o nariz dele com chantilly.

Luíza e tio Marlon

Bolo gostoso!

Madrinha e padrinho

Adora assoprar uma vela!

Fazendo traquinagem...

Até fez as unhas para viajar...

Quando vamos ficar mais sossegados? Acho que nunca! Brincadeirinha... na verdade, queremos apenas dar um tempo para o organismo dela se fortalecer. Viagens, passeios, aula de dança, tudo isso já está na nossa agenda. Mas uma coisa de cada vez!

E segue mais um presente que o nosso "videomaker" tio Marlon nos deu. Mais uma linda homenagem para nossa princesa...

Beijos,
Rose

4 comentários:

  1. Tenham fé em Deus, pois ele é todo poder e bondade e tudo isso é passageiro. Essa menina precisa ter certeza de que vcs.acreditam de verdade na recuperação dela. Então deverão continuar educando-a, chamando atenção, orientando como fazemos com uma criança que não está doente. Qdo temos a certeza de sermos Amados, temos motivos para lutar, para viver. Abraços
    Uma pessoa experiente.

    ResponderExcluir
  2. Oi Rose!! Como Deus é sábio!! Não vejo a hora de chegar aqui no blog e ver a Luiza com um cabelão!! Apesar de que ela é linda de qualquer jeito!! Boa semana pra vcs! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Acho um barato essas champanhas da Disney!!! :)
    Ainda bem que foi só um sustinho, né! E que chegou esta Primavera.
    De qualquer forma, nossos pensamentos positivos continuam por esta linda Luiza.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá, estou passando aqui para convidar você para conhecer meu DOCE blog.

    Quando puder passe por lá, vai ser prazer ter sua companhia.

    www.tatidesignercake.blogspot.com

    ResponderExcluir